quinta-feira, 16 de junho de 2016

Os Talentos (1) [Os três empregados]

Letra: Nestor Welzel, 1972 (Mt 25.14-30)
Música: Valdo Weber, 1997

[Mp3 e vídeos, assim que possível]

Letra:

1.
De seu país um rico,
por tempo, se ausentou.
Mas antes da partida,
seus servos convocou.
Confiou-lhes bens rendosos,
deviam trabalhar,
e ao dono, em sua volta,
bom lucro apresentar.

2.
A um talentos cinco,
a outro dois cedeu,
mas ao terceiro servo
um só talento deu.
À prestação de contas,
na volta, os três chamou.
Louvou os dois primeiros,
ao outro reprovou.

3.
Quem teve um só talento,
sem juro o devolveu;
guardado numa cova,
de nada lhe valeu.
Os dois primeiros servos,
com lucro cada qual,
em dobro devolveram,
ao dono o capital.

4.
Lançando fora o indigno,
o dono lhe bradou:
- Ó servo negligente,
por que não trabalhou?
Aos homens dedicados,
maiores bens cedeu,
a cargos elevados,
com honra, os promoveu.

Partitura autorizada pela Editora Concórdia